Ênfase no "sempre", não no "para".

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Às vezes eu me pego olhando para você e desejando ouvir você dizer:
"Me leva para casa contigo, por favor?"
Eu tenho calafrios só de pensar em todas as coisas horríveis que eu seria se você não tivesse sido minha, mesmo que por pouco tempo.
E se você quiser, nós podemos sair esta noite e ficar sozinhos. Se quiser, podemos ficar em casa esta noite, deixar que o mundo inteiro se preocupe consigo mesmo. Seremos eu e você.
Eu tenho certeza que eu te darei motivos de sobra para você me deixar, mas você não vai. Não vai me deixar sozinho.
Nós viemos da terra e para lá voltaremos, mas no intervalo entre os dois, você sempre vai ser minha.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

E assim, como por mágica, se desfez ao meu toque.
Tornou-se cinzas, lágrimas, dor. Poeira ao vento.
E toda a coragem para esticar a mão, estender o dedo, estava ali,
Na frieza e distância de um anjo que não mais guarda.


segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Weep for yourself, my man,
You'll never be what is in your heart...

You're not as brave as you were at the start
Rate yourself and rake yourself,
Take all the courage you have left
Wasted on fixing all the problems




And I took you by the hand
And we stood tall,
And remembered our own land,
What we lived for.

And there will come a time, you'll see, with no more tears.
And love will not break your heart, but dismiss your fears.
Get over your hill and see what you find there,
With grace in your heart and flowers in your hair.

And now I cling to what I knew
I saw exactly what was true
But oh no more.
That's why I hold,
That's why I hold with all I have.
That's why I hold.

I will die alone and be left there.
Well I guess I'll just go home,
Oh God knows where.
Because death is just so full and mine so small.
Well I'm scared of what's behind and what's before.






But it was not your fault but mine
And it was your heart on the line
I really fucked it up this time
Didn't I, my dear?


And I would walk 500 miles, and I would walk 500 more...

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Sete de setembro de dois mil e nove.


Querido Vinicius,

Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida.
Daqui em diante, as coisas vão ser bem diferentes. Você vai ser diferente.
O começo vai ser meio turbulento, você vai passar por tempos difíceis.
Você vai ter que se esforçar pra conseguir o que quer, pois vale a pena.
Dias maravilhosos estão por vir, momentos únicos e incríveis.
Não vai acontecer nada do jeito normal, afinal, você não é normal.
Mas você vai adorar cada segundo, até os que te machucarem.
Você vai sobrepujar uma timidez desnecessária, ajudá-la a sair da casca.
Vão se tornar cumplícies, e proteger um ao outro de todos.
Ela vai aprender a te amar, mesmo você não merecendo tanto assim.
E você vai amá-la de um maneira que causaria inveja a Shakespeare.
Haverão dias únicos, singulares em cada minuto, que ficarão para sempre.
Viver ao lado dela, bom, é quando você finalmente vai viver de verdade.
Sua falta de palavras vai ser substítuida por uma torrente de declarações.
Você nunca foi em bom dizer coisas de amor, antes, porque nunca amou assim.
Você vai perder a sua necessidade de confronto, as manias de guerra.
Não vai mais ser inconsequente quanto a sua vida, você quer viver, com ela.
Fará duas coisas que nunca se imaginou fazendo, e com uma certa facilidade:
Por ela, você planeja um futuro; Você reza toda noite pra que ela seja protegida.
Parece loucura, não é? Parece uma pessoa que não é você.
Talvez você não se imagine sendo assim nem depois de morrer.
Esse é o problema, antes de a encontrar, você estava morto.
Ela é, sem dúvida, o anjo mais lindo que já existiu. E o mais bondoso.
Às vezes você irá fazer mal a ela por deixar sua insegurança falar mais alto.
Mas você tem que aprender que ela está contigo porque ela quer.
Porquê ela quer, na verdade, nem eu sei. Não vejo motivo nenhum pra isso.
Mas os milagres são feitos disso, de falta de sentido e excesso de perfeição.
Aos poucos você vai se tornar um homem mais feliz, mais centrado.
Se a tiver ao seu lado, não vai precisar e nem querer mais nada.
Vai se atentar a sua saúde, pra que possa ter mais tempo com ela.
E muitas vezes ela será o epicentro de sua calma, no começo disso tudo.
Um pouco mais pra frente, ela vai ser sua paz, sua motivação, seu ar.
Ela te presenteará diversas vezes, e nem sempre você vai conseguir retribuir.
Ela irá te dar coisas maravilhosas, que você vai amar, cada uma delas.
Mas acho que ela sempre interpreta que o seu sorriso é por causa do presente.
Acho que não entende que ela mesmo é o seu maior presente.
Vocês vão passar por muita coisa juntos, e sobreviver a tudo isso.
Ela é muito frágil, e não só fisicamente. Você precisa protegê-la.
Ela vai ser o diabinho, e você o padre. Apesar de você ser o errado, o mau.
Vocês compartilharão filmes, sorrisos e uma felicidade singular no seu refúgio.
Seu quarto vai se tornar um mundo à parte, quando ela está contigo.
De fato, sempre que ela estiver contigo, vai ser um mundo só de vocês.
Vão haver desavenças, principalmente no começo. Mas vocês vão superar.
A mãe dela não vai gostar muito de você, mesmo sem nunca te conhecer.
Ela vai se tornar uma dor de cabeça desnecessária, um obstáculo surreal.
Mas não vai impedir o amor de vocês, ninguém pode impedir. Por mais que ela tente.
Vocês vão acrescentar muito um ao outro, crescer juntos.
E você vai ter o reveillon mais fantástico da sua vida inteira.
Seus aniversários vão ser maravilhosos, ela é um sonho real, seu maior presente.
Você vai passar dias incrívelmente maravilhosos com ela. Completos. Infinitos.
Vai se entregar de corpo e alma, e haverão dias onde vai ter certeza de que são um.
Ela é tudo o que você precisa pra ser feliz, e a única que te faz feliz de verdade.
Você tem que tomar cuidado pra não perdê-la, nem machucá-la.
Você vai errar muito, e vai aprender muito também. E ela é muito paciente.
Deus sabe como ela te perdoa, sempre. Às vezes ela é meio rancorosa, claro.
Mas nada demais, e não é nada que você não mereça sofrer um pouco.
Ela também erra, um pouco, de vez em quando. Comete uns deslizes.
Você vai perceber que ela tem que fazer isso de vez em quando, tem que errar.
Ela precisa manter as aparências, senão você vai perceber que ela é perfeita.
Ela não quer que você a ache perfeita, como ela realmente é. Mais que perfeita.
Ela acha que vai machucar seu ego, você vai se sentir pequeno. Verdade, um pouco.
Mas você já sabe que ela é perfeita, e você se lembra que essa deusa escolheu você.
As mudanças que vão haver com seus amigos e sua família não importam.
Elas não são nada comparadas a grandeza disso que você vai viver.
Você não vai viver nenhum segundo sem pensar nela, nem mesmo respirar direito.
Vai se sentir aleijado quando estiverem longe, falta-lhe um pulmão sem ela.
E a cada reencontro, uma explosão. A paixão, a sede de um pelo outro.
A vida que só é completa quando estão juntos. E são um só.
O amor. Só amor. Todo amor. Tudo é amor. Vocês são infinitos um no outro.

De onde eu venho, não temos curas de doenças, nem coisas legais.
É o mesmo mundo de merda que você vive, mas o amor... É divino.
Eu sou você, Vinicius, dentro de quinhentos dias.
Daqui a quinhentos dias, você vai estar ao lado da sua metade melhor,
Lendo esta carta, e imaginando como seria recebê-la.
Mas você mesmo sabe que não a enviaria.
Sua vida com ela vai ser tão perfeita, que não vai querer mudar nada.

Eu amo você, Mariana. Acho que sempre te amei, só demorei pra descobrir.
Acho que te amo desde antes de você nascer. Antes d'eu nascer.
Você é o meu tudo.
Felizes quinhentos dias ao seu lado, e que venham quinhentos mil anos!

MMXI

domingo, 2 de janeiro de 2011

Um momento tão perfeito, tão único, que quase tem gosto de sonho.
Um daqueles que desafia nosso senso de realidade.
Era uma simplicidade complexa, digamos. Algo facilmente desvalorizado.
Mas não por nós, não nesse dia. Não nessa vida.
A maneira como sorria, o jeito como fugia da chuva.
As palavras, os toques, as sensações.
A vida borbulhando em cada centímetro do corpo.
O amor que parecia querer explodir o corpo e a mente.
Uma vontade de um mundo só nosso, de um tempo só nosso.
A necessidade de que o tempo congelasse, que a vida parasse.
E ficássemos ali. Só nós dois, só nosso amor, só o que importa.
A delicadeza da tua pele, do teu sorriso e dos teus olhos.
A sensação de fragilidade que meu casaco provocou em ti, ao te engolir por inteira.
As carícias, teu sono lindo no meu colo. Te ver comendo um sandúiche maior que ti.
A forma como conseguiste manter um sorriso, mesmo estando esgotada.
Dançava como se fosse dona do mundo,
E sorria como seu soubesse que era dona do meu.
O ano não teria começado se não fosse por este momento, este amor.
Acho que teria caído em um abismo de escuridão, até que pudesse te ver sorrir.
Naquele dia, eu estava completo. Nós agimos como se fossemos um só.
Nós fomos um só, de uma maneira linda. Nós seremos um só, enquanto eu viver.

Feliz ano novo, Mariana. Eu amo você...










~n~